E se uma bomba nuclear atingisse a sua cidade?

249294-mushroom_cloud_super

Brasil: O ano é 2037, a guerra mundial por água potável começou há seis meses, quando as principais fontes de abastecimento de água dos Estados Unidos, Canadá e México se esgotaram.

Em uma ofensiva desesperada, os estadunidenses acusaram o Brasil de não proteger o que sobrou da Floresta Amazônica e resolveram tomar o controle das terras, avançando suas tropas localizadas nas bases militares do Paraguai. Um pretexto para tomar regiões de acesso ao Aquífero Guarani, a maior reserva subterrânea de água doce do mundo.

Em reação aos ataques, o exército brasileiro convoca toda a população – inclusive os traficantes altamente armados das grandes metrópoles – para defender as terras brasileiras. Em resposta, os gringos lançam bombas nucleares de diferentes potências para o centro de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Campo Grande, Porto Alegre e Curitiba.

salvadorbombaEsse cenário apocalíptico, com cara de filme hollywoodiano, pode parecer assustador. Mas, e se realmente acontecesse? O projeto Ground Zero, criado pela Carlos Labs mostra, através de um mashup com o Google Maps, qual o estrago seria feito por diferentes tipos de bombas nucleares em sua cidade.

Caso uma Fat Man (a mesma bomba que atingiu a cidade de Nagasaki, em 1945) caísse na região central de Salvador, cidade onde moro, talvez eu sobrevivesse, a rua onde moro fica no limiar do impacto da explosão nuclear. Se a arma utilizada fosse uma Little Boy (que atingiu Hiroshima), o impacto seria bem menor e eu estaria salvo também, hehehe.

Entretanto, qualquer outra bomba mais potente, como a Joe-4, Mk28, Tsar Bomba, B61, DF-31 ou um impacto de um asteróide (que o Ground Zero também simula), a capital baiana inteira estaria reduzida a pó.

No site Ground Zero, basta colocar o nome da sua cidade, escolher a arma e apertar o botão Nuke It! para saber qual seria o tamanho do estrago. Teste e depois comente aqui se você teria chances de sobreviver ao ataque maligno de uma arma de destruição em massa!

Trilhas sonoras para este post: Muse – Apocalypse Please / Smashing Pumpkins – Doomsday Clock

12 thoughts on “E se uma bomba nuclear atingisse a sua cidade?

  1. Eu estaria bem no centro, morreria em um instante.

    Bem interessante o mashup, e realmente existe a possibilidade de um dia (anos a frente) dos EUA achar que tem direito de ter a nossas terras.

  2. Só há um probleminha na sua análise: não estar no raio direto da explosão da bomba não significa que se escapou dela. As paredes podem não ser destruídas fora dele, mas as vidas serão exterminadas bem além por conta da radiação direta ou outros efeitos colaterais.

    1. Interessante, Marcos, não sabia deste detalhe. Achei que o primeiro raio era relacionado à explosão e os raios secundários eram relacionados aos efeitos…

  3. diferente de homens ou de Deus ,somos todos iguais a vida sempre existirá não importa quão seja a inquinorança animalesca dos homens … basta dizer eu ti amo , eu me perdoou e bomba não tera efeito /?

  4. Viuje…eu sobreviveria também, mas de acordo com Marcos, não =/
    Vou é rezar para que isso NUNCA aconteça! hahaha xD
    Interessante seu post!
    beijos

  5. Duda, muito legal essa viagem de vcs.
    mas… hiroshima e nagasaki estão aí para mostrar que a coisa é mais feia do que se pode pensar. porque não criam um mashup para ver os efeitos que a cidade teria em 20 anos se cada grupo de moradores plantasse uma árvore na rua em que mora? esse post está muito estilo “nova york desaparecerá”.
    galera, somos o que vibramos.
    bjs

  6. Isolda,

    Acho que esse mashup ajuda a dar a dimensão merecida a gravidade do que houve em Hiroshima e Nagasaki. As pessoas têm memória curta e os americanos fazem muita questão de apagar esse passado bizarro…

    Enfim, não espero que uma bomba caia aqui não, foi só uma viagem mesmo!

    bjs

Comments are closed.