Descendo o morro de bicicleta

Se tem uma empresa que admiro a maneira como divulga sua marca é a Red Bull. A fabricante de energético patrocina diversas modalidades esportivas e organiza algumas competições. Aqui no 2.Zero, já comentei sobre o Red Bull Air Race – que pude assistir, no Rio de Janeiro – em 2007. Além de patrocinar esportes como Fórmula 1, Futebol e Surf, a empresa austríaca investe também em esportes radicais – como skate, moutain bike e alpinismo – e inusitados, como o campeonato de aviões de papel.

Nos últimos dias, mais um evento esportivo da marca me impressionou. O Red Bull Desafio no Morro levou alguns dos melhores atletas de mountain bike downhill do mundo para o Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro. O downhill é uma modalidade onde os atletas descem percursos íngremes o mais rápido possível. Neste caso, os ciclistas correram por cima de barracos, através de vielas, escadarias e rampas no meio da favela.

Cerca de 100 moradores trabalharam na organização do desafio, que aconteceu nos dias 26 e 27. A disputa contou com grande apoio da comunidade moradora do morro, da Secretaria de Estado de Esportes, Turismo e Lazer do Rio de Janeiro; da Riotur/Prefeitura Municipal e do GRES Mocidade Unida do Santa Marta.

O eslovaco Filip Polc foi o vencedor do Red Bull Desafio no Morro, com o tempo recorde de 01:39:91 na final. Em segundo lugar ficou o brasileiro Markolf Berchtold, com 01:41:57. O inglês Gee Atherton, campeão mundial de downhill e líder das classificatórias de sábado, furou o pneu de sua bicicleta e ficou com o décimo tempo. Dan Atherton, irmão de Gee, completou o pódio com o tempo de 01:42:29.

Muito além do que uma simples marca na camisa de um atleta, esse tipo de iniciativa movimenta a cidade, o local que recebe a competição e estimula crianças e jovens a se interessarem por diferentes esportes. Uma ação que merece ser divulgada, com o nome da marca ao lado. Eles investem grana nisso e merecem a repercussão. Tem muito empresário por aí precisando aprender com o Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull.

O morro

O local escolhido para o evento é uma favela que começou a ser ocupada em 1935. A favela ficou mundialmente famosa através do clipe de Michael Jackson, “They Don’t Care About Us”, e é ocupada permanentemente pela polícia militar desde novembro de 2008.  O morro Dona Marta também foi o primeiro a ter internet sem fio gratuita para todos os moradores.

4 thoughts on “Descendo o morro de bicicleta

  1. rpz, eu tb me amarro! mas eu soube de uma resenha q no site, eles escaldavam o brasil, dizendo q era perigoso, q as putas eram travecos e por aí vai… procede tal informação? tá relacionada com o desafio?

  2. eu vi essa competição na tv!! foi muito bacana porque tambem tem a questao social, porque ter atletas de ponta em um morro do rio de janeiro incentiva os meninos da comunidade a quererem praticar esportes!!

  3. Daniel,

    Na verdade as críticas ao Brasil foram feitas no boletim informativo da F1. Mas são críticas sempre utilizadas, em tom de sarcasmo, nos boletins da Red Bull Racing. Pelo q soube, em comparação com os outros países que têm corridas, eles pegaram leve com o Brasil.

Comments are closed.