Morre o coronelismo baiano

Como havia anunciado no post anterior, ACM morreu. Oficialmente, às 11:40 da manhã, mas, pelo visto, foi muito antes. Durante toda a manhã os sites, jornais e rádios daqui de Salvador já anunciavam que o fim estava perto. Soube da confirmação antes do anuncio oficial, que só surgiu nos sites e blogs depois que passou na Globo, é incrível como ainda hoje todos esperam a Globo para dar a notícia como verdade. Ao contrário do que anunciam os noticiários, a Bahia não está comovida. Prefeito e Governador biônico escolhido pelos militares, ministro das telecomunicações que transferiu arbitrariamente a afliação da Globo na Bahia para a sua emissora e rifou concessões em troca de favores políticos, senador envolvido em escândalos, o prestígio de ACM já acabou por aqui há muito tempo. O coronelismo foi derrubado pelo povo nas duas últimas eleições, o golpe foi forte e o cabeça branca sentiu. A morte do senador marca o fim de uma era, o seu neto não tem prestígio político suficiente para tomar o lugar do avô. Espero que os próximos “especialistas de política” e políticos de outros estados apurem melhor quando resolverem dar declarações sobre como o povo baiano vê o Cabeça Branca.

E que o nosso Aeroporto volte a se chamar “2 de Julho”!!!!

4 thoughts on “Morre o coronelismo baiano

Comments are closed.