Introduzindo redes sociais em governos

Novo site da Comunicação do Governo da Bahia
Novo site da Comunicação do Governo da Bahia

Depois de algum tempo parado, estou de volta para o post número 100 do 2.Zero. Nesta edição especial, resolvi falar um pouco do meu trabalho. Com o lançamento do novo site da Assessoria Geral de Comunicação do Governo da Bahia (Agecom) que destaca o uso das redes sociais, nesta terça-feira (10), fico mais confortável para contar a experiência que foi começar a utilizar redes sociais dentro do setor público. Ao contrário de uma empresa privada, as inovações dentro do governo são mais cautelosas, estudadas com calma, analisadas e planejadas para que não se corra nenhum risco desnecessário.

Em maio de 2008, eu e o coordenador de Novas Mídias da Agecom, @paulofortes , resolvemos criar o Twitter do Governo da Bahia. Como expliquei nesta matéria da Folha Dirigida, foram meses de experiência, utilizando a ferramenta para a cobertura ao vivo de eventos especiais, como visitas do presidente Lula à Bahia, datas comemorativas e lançamentos de programas do governo.

Com a realização do encontro da Cúpula do Mercosul na Bahia, em dezembro de 2008, resolvemos lançar o twitter da Comunicação do Governo oficialmente, para ampliar a cobertura e postar informações rápidas que poderiam ser utilizadas pela imprensa nacional e internacional. Foi o primeiro governo de Estado do Brasil a utilizar o Twitter.

A partir daí, a porta começou a se abrir para o uso das redes sociais no Estado. Em janeiro de 2009, criamos a conta no Youtube, que passou a permitir comentários nas coberturas televisivas do governo e facilitou com que qualquer pessoa tivesse acesso ao vídeo para colocá-lo em blogs e sites de notícias. Em abril de 2009, criamos a conta da Agecom no Flickr, o que agilizou o trabalho dos fotógrafos da imprensa oficial e difundiu o acesso das coberturas fotográficas em alta resolução, que antes era feito apenas por FTP e pelo site.

Atuação da Agecom no Twitter foi destacada no blog Herdeiro do Caos
Atuação da Agecom no Twitter foi destacada no blog Herdeiro do Caos

Quando me perguntam sobre a eficácia do uso das redes sociais no governo eu costumo citar duas boas experiências. A primeira ocorreu quando começaram as chuvas de inverno na Bahia, no ano passado. Através do Twitter, enquanto os usuários trocavam informações sobre alagamentos, acidentes e estradas que foram danificadas pelas chuvas, nós respondíamos aos usuários sobre as providências que estavam sendo tomadas pelo governo. Em instantes, vários usuários passaram a solicitar informações sobre pontos específicos de Salvador e da RMS e, quando recebiam o retorno do que seria feito para sanar o problema, era comum ver os seguidores da @agecom agradecendo e se mostrando surpresos por poder ter um canal tão simples e direto de comunicação com o Estado. A segunda experiência ocorreu quando, em novembro de 2009, surgiram boatos de uma possível greve da Polícia Militar. Rapidamente, pudemos desmentir boatos e confirmar a posição do governador e da PM através do Twitter, evitando que “fortes” boatos fossem divulgados pela imprensa.
Hoje, o Governo da Bahia também conta com espaços oficiais no Orkut e no Slideshare. As secretarias do Estado também passaram a utilizar ferramentas como o Twitter, Orkut, Facebook e Flickr para ampliar a interatividade e o acesso à informação. Na Assessoria de Imprensa do Governador, foram criados um blog e uma conta no twitter. O twitter @imprensawagner chamou atenção da mídia, recentemente, após a tentativa de suspensão da conta pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) – que acolheu a consideração do PMDB baiano, alegando o uso da ferramenta com objetivos eleitorais. Após o anúncio de que a conta no twitter seria suspensa, uma manifestação popular foi realizada contra a censura na rede social. Através da tag #defendoJaquesWagner , mais de 200 mensagens de apoio ao uso do twitter pela assessoria do governador foram enviadas pelos usuários. Após o movimento e a análise do uso da ferramenta pela PRE, a requisição foi suspensa e, hoje, o twitter @imprensawagner tem mais de 700 seguidores.

Além da grande mídia, os blogs repercutiram a tentativa de censura ao twitter @imprensawagner
Além da grande mídia, os blogs repercutiram a tentativa de censura ao twitter @imprensawagner

As formas como essas ferramentas são utilizadas ainda estão longe do ideal, mas um passo gigantesco já foi dado para que tenhamos, cada vez mais, governos digitais. As assessorias de comunicação dos governos começam a ampliar o espaço, a atenção e as equipes especializadas em comunicação via web. Este ano, com a abertura das eleições para a internet, a tendência é que essas ferramentas sejam utilizadas cada vez mais. Graças ao crescimento da web e das redes sociais, nunca estivemos tão próximos e tão vigilantes dos nossos governantes.

One thought on “Introduzindo redes sociais em governos

  1. Eu também trabalho em um orgão público e imagino as barreiras que vocês precisaram romper para utilizar as mídias e ferramentas sociais para aproximar o governo do povo. É muito bom saber que temos canais diretos para comunicação com o governo, parabéns pelo trabalho.

Comments are closed.