Sagres – o Navio-escola da Segunda Guerra

Crédito: Marinha Portuguesa
No final de outubro, o Navio-escola Sagres da Armada Portuguesa esteve em Salvador. No domingo (26) eu fui conferir de perto a beleza e o acervo histórico do veleiro.

O navio foi construído em 1937, nos estaleiros de Hamburgo, como navio-escola da Marinha Alemã e foi batizado de Albert Leo Schlageter. No fim da Segunda Guerra Mundial, a embarcação foi capturada pelos EUA e foi cedido à Marinha Brasileira, em 1948. Aqui, foi batizado de Guanabara e serviu como navio-escola até 1961, quando foi comprado por Portugal.

Comandado pelo Capitão-de-Mar-e-Guerra Luís Pedro Proença Mendes,o Sagres tem a função de treinar e dar experiência aos alunos da Escola Naval e é usado para representar a Marinha de Portugal.

A embarcação impressiona pelo seu tamanho e pela quantidade de cordas, velas e equipamentos. Dentro do navio, vemos a convivência de equipamentos originais – como baldes, bússolas e armas de fogo – com os modernos computadores de bordo, radar, GPS, cozinha industrial, etc.

O cuidado com o acabamento de tudo no navio é impressionante. Quase tudo é de madeira e com belos detalhes desenhados. Na proa do Sagres, uma imagem do infante D. Henrique (filho de D. João I) aponta para o horizonte, como homenagem a um dos heróis portugueses.

Me diverti com o sotaque dos marinheiros portugueses, mas não consegui criar nenhuma piadinha legal para colocar aqui, hehehehe. Como o navio já foi embora, coloquei aqui umas fotos que fiz, para que vocês conheçam o Sagres:

Sagres

One thought on “Sagres – o Navio-escola da Segunda Guerra

Comments are closed.